17/05
Mucugê e sua história

Charmosa e acolhedora, a pequena cidade de Mucugê completa 175 anos em 17 de maio de 2022, tendo o turismo e o agronegócio como principais atividades econômicas. Mas nem sempre foi assim – a cidade, no coração da Chapada Diamantina, foi cenário de grandes histórias da época do garimpo e o primeiro lugar na Bahia onde foram encontrados diamantes de grande valor. 

Isso foi no século IX, quando era uma vila e se chamava Santa Isabel do Paraguaçu. Conta-se que o primeiro diamante foi encontrado em 25 de junho de 1844 por Cristiano Pereira do Nascimento, afilhado de um grande coronel da região. A pedra teria sido acidentalmente achada no leito do riacho das Cumbucas enquanto Cristiano lavava as mãos... já pensou nessa sorte? 

 

Fama e Fortuna

Por muitos e muitos anos, a mineração fez a fama da região, atraindo gente de todo canto do Brasil, fazendo a cidade crescer e se popularizar com sagas de pessoas em busca de riqueza. Relatos dos mais velhos anciãos dizem que a Mucugê do século XIX, em seu ápice econômico, chegou a abrigar um número próximo a 30 mil pessoas. Hoje são menos de 10 mil moradores

O nome Mucugê veio somente em 1917, quando o garimpo já estava em decadência e outras alternativas econômicas foram adotadas, como lavouras de cana, cereais, algodão e café e a criação de gado. Outra fonte de recursos para a população foi a coleta e exportação de sempre-viva, flor típica da região, muito valorizada no mercado, o que quase levou à extinção da florzinha. Daí a importância do Projeto Sempre Viva, que funciona no Parque de Mucugê para protegê-la. 

 

Vista de cima - Cachoeira do Buracão

Ecoturismo

Além do Projeto Sempre Viva, Mucugê se transformou num destino de ecoturismo na Bahia, bastante procurado graças às suas belezas naturais – cachoeiras, rios, vales, cânions, grutas, morros, oferecem oportunidades de trilhas espetaculares aos viajantes. 

Sem falar que, um dos um dos legados do garimpo e dos ricos coronéis, foi o acervo arquitetônico lindo de Mucugê, com casarões antigos em estilo colonial e o Cemitério Bizantino, único exemplar na América do Sul.  

Ah, uma curiosidade: um dos atrativos naturais é o Alto do Capa Bode, considerado um local de contemplação onde habitantes e visitantes garantem que avistaram objetos voadores não identificados (OVNIs). Vem ver para crer...